sábado, 22 de dezembro de 2018

Transplante capilar FUE: como funciona?

FUE: o que é?


Por mais que alguns homens digam que estão habituados à falta de cabelos, muitos procuram tratamentos para combater a perda capilar, já outros optar por rapar a cabeça.

FUE (Follicular unit extraction) é um tratamento permanente para a calvície e implica a existência de uma zona doadora (a nuca ou as têmporas), onde são extraídos folículos capilares e transplantados para as áreas calvas.

A maior parte dos que recorrem a FUE tiveram insucessos com inúmeros outros tratamentos.

Qual a melhor hora para realizar a FUE?


Não há idade exata para se submeter à cirurgia, porém, quanto mais cedo ela for realizada, melhor, pois quanto mais avançado o grau de calvície, mais difícil dele ser tratado.

Há fases em que se perde mais cabelos, e outras menos, porém, elas não podem ser previstas com exatidão.

Como é feita a FUE?


Os folículos capilares da nuca e das laterais atrás das orelhas têm carga genética diferente dos do topo do couro cabeludo, ou seja, não são afetados pela calvície, depois da extração, eles são analisados no microscópio e separados em grupos de 1, 2, 3 ou 4 fios, e posteriormente, transplantados para a zona receptora.

O procedimento é realizado sob anestesia local, é indolor, e demora cerca de 6h a 8h. Normalmente uma sessão corrige uma única zona, por exemplo, as entradas. Para alguns, faz-se necessário mais de uma sessão.

Texto relacionado: saiba mais sobre a cirurgia de implante capilar.

Pós-operatório


Após o implante, deve-se posições confortáveis para dormir e não usar nenhum acessório que cubra as áreas transplantadas durante certo período.

0 comentários:

Enviar um comentário